Brasil atinge a marca de 600 mil mortos pela Covid-19

Em um momento que o Brasil vê uma queda nos casos e óbitos pela Covid-19 com o avanço da vacinação, nesta sexta-feira, dia 8, o país superou a marca de 600 mil mortes pela doença. Segundo contagem do consórcio de veículos de imprensa, junto às secretarias estaduais de Saúde, o país somou 600.077 mortes. O Brasil se torna o segundo país do mundo a superar tal marca de 600 mil, atrás apenas dos Estados Unidos.

O boletim do consórcio indicou que o Brasil, pelo quarto dia seguido, teve uma média de óbitos abaixo de 500. Morreram em média 438 pessoas nos últimos sete dias, o que indica uma tendência de queda de -22% na comparação com 14 dias atrás. O viés de baixa, apesar da trágica marca e de ainda persistir uma média diária alta, é referendado pela análise da evolução de mortes ao longo da pandemia. O Brasil havia atingido 500 mil mortes por covid-19 em 19 de junho, há 111 dias. Na ocasião, o país chegou a marca apenas 50 dias depois de registrar 400 mil.

Os números colhidos desde o início da pandemia mostram ainda que o Brasil demorou 144 dias desde o primeiro óbito registrado em março de 2020 para chegar aos 100 mil mortos, depois 152 até as 200 mil vítimas, em 7 de janeiro deste ano. Após isso, o intervalo foi diminuindo. Foram 76 dias até as 300 mil mortes e apenas 36 para contabilizar mais 100 mil e atingir os 400 mil óbitos.

A marca é atingida em um momento em que estados e cidades brasileiras flexibilizam medidas de distanciamento social, com a volta de eventos e liberação quase integral de atividades econômicas. Especialistas, porém, alertam que não é hora de relaxar e recomendam a continuidade de medidas como o uso de máscaras e controle de aglomerações.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.