Um desrespeito no Dia Mundial da Água: mina é aterrada em Resende

Olímpio participou de ação para retirar terra colocada sobre mina d’água contaminada no Acesso Oeste (Fotos: Divulgação)

Nesta segunda-feira, dia 22, é celebrado em todo o planeta o Dia Mundial da Água, um recurso natural importante para a existência de todos os seres vivos na Terra. Em Resende, no entanto, esse direito passou a ser negado para a comunidade que vive no bairro Bela Vista, no Acesso Oeste, próximo a fábrica da Votorantim. Um grupo de moradores aproveitou o último domingo, dia 21, para salvar uma mina d’água existente no local há muitos anos, mas que teria sido aterrada.

Um desses moradores, o ex-vereador e bombeiro civil desempregado José Olímpio, relatou ao jornal BEIRA-RIO sobre essa luta da população do bairro para salvar a mina d’água. “Desde o dia 6 (deste mês), quando deparei com a mina já entupida de entulho e outras coisas, eu fiquei lá conversando com as pessoas que chegavam para pegar água e há um indignação muito grande, pois elas queriam saber a motivação. Elas dissseram que havia uma faixa explicando que a mina estaria contaminada há algum tempo. Só que a faixa não está mais lá, mas as pessoas continuavam a pegar água e fazendo uso, algumas até por 40 anos ou mais”, citou.

Depois de ouvir os moradores, Olímpio resolveu procurar os órgãos públicos. Foi até a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amar) em busca da resposta para o problema da mina. Ele alega não ter conseguido um retorno, e acabou sendo encaminhado para a Superintendência de Vigilância em Saúde, onde teve a informação de que a água contém coliformes fecais. “Procurei então saber se estava sendo feita alguma coisa para sanar ou minimizar o problema, constatando as causas e o que estava sendo feito para solucionar isso. No entanto, a pessoa que me atendeu não soube responder”.

Quem também esteve no local para verificar tal situação foi o vereador Paulinho do Futsal, que segundo Olímpio, teria entrado com requerimento de informação cobrando dos órgãos responsáveis uma resposta ao problema. O parlamentar entrou na sessão de Câmara de Resende do último dia 15 com o Requerimento nº 014/2021, que pede a “Solicitação de informações e documentos sobre o fechamento da mina existente próximo a empresa”.

O ex-vereador resolveu conversar com os moradores e “sugeriu retirar parte do entulho que estava sobre a mina para que se conseguisse minimamente ao olho d’água, e para que a água no local pudesse continuar fluindo”. “E aí foi esse trabalho árduo de hoje (domingo, dia 21), a gente foi pra lá por volta das 5 horas junto com um integrante do Terra Livre (comunidade formada por trabalhadores do MST) e mais tarde algumas pessoas chegaram ao local para pegar água, outras foram para nos ajudar nessa ação marcada por volta das 10 horas”, relata.

Olímpio finaliza a entrevista com a esperança de que o caso seja logo solucionado e que a antiga mina d’água seja recuperada. “A gente espera que haja alguma resposta por parte do poder público no sentido de se a água realmente estiver contaminada e imprópria para uso, que seja feita toda a retirada daquela terra que também tem resíduos de esgoto, entre outras coisas, para que possa a água fluir. Mas o que esperamos é por uma resposta. E que ela (a mina) seja recuperada, restaurada e devolvida pra natureza. Não podemos deixar que uma ação considerada criminosa acaber com uma fonte de água corrente, mesmo contaminada”, concluiu.

O BEIRA-RIO entrou em contato com a Prefeitura de Resende e a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amar), que até o momento não se pronunciaram.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.