Cerca improvisada segue tombada em frente a Praça Oliveira Botelho

cerca-solta2-1
Cerca de terreno, que está à venda, sofreu com vandalismo e temporal

Uma cerca colocada para fechar um dos terrenos baldios localizados ao lado de um ponto de ônibus e de frente a Praça Oliveira Botelho, no Centro de Resende, segue tombada desde o mês passado, quando um temporal com ventos de até 50 km/h derrubou o material feito de forma improvisada com telhas de alumínio e sustentação de madeira.

A cerca ficou derrubada por alguns dias, até que foi colocada também de forma improvisada no lugar, com uma de suas extremidades escorada por um dos pedaços da madeira de sustentação, e desde então a situação da cerca é a mesma. Com isso, a passagem para o terreno fica parcialmente aberta e representando falta de segurança, uma vez que facilita o acesso de criminosos que podem fazer o local de esconderijo para praticar assaltos, e possivelmente provocar um acidente.

A equipe do jornal BEIRA-RIO entrou em contato com o proprietário do terreno, que informou estar ciente do problema e já providenciou a contratação de um pedreiro. A previsão é de que seja construído um muro para cercar o terreno a partir desta semana. “A gente acredita que o muro improvisado caiu pelo fato de alguém ter tentado entrar no terreno e danificado o madeiramento e as telhas”, justifica.

A Prefeitura de Resende, em nota, informou que a Divisão de Fiscalização de Posturas enviaria nesta quarta-feira, dia 14, um fiscal para localizar e notificar o proprietário do terreno, a fim de que os reparos sejam feitos.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.