A vida de um DJ de Resende em plena pandemia

DJ Tonii (no centro) tem recebido propostas de trabalho mesmo antes do início da pandemia, como na apresentação acima, feita em 2018 (Foto: Divulgação)

Nas casas de shows das regiões do Médio Paraíba fluminense, do Vale do Paraíba paulista e na capital fluminense, ele é conhecido como DJ Tonii. Nascido e criado em Resende, o DJ Antônio Carlos Aleixo, de 28 anos, trabalha nesse segmento musical há pelo menos cinco anos. “Minha paixão pela profissão começou há mais ou menos oito anos, quando fui ao show do DJ Dennis pela primeira vez e gostei muito da energia e o modo como fazia as pessoas dançarem e ser felizes no momento”, conta Tonii.

Sua inspiração musical, desde então, vem dos DJs Dennis e Zullu, que em meio à pandemia realizam lives e shows gravados. Tonii, no entanto, mesmo com algumas restrições, tem conseguido realizar suas apresentações de forma presencial nos últimos meses. “Venho recebido propostas, e graças a Deus, onde essas casas mantêm restrições, e com algumas lives que venho fazendo”, destaca.

Pouco antes da pandemia, no ano de 2019, o DJ passou a se destacar em casas de shows da região e conseguiu bastante visibilidade pelo seu trabalho, bastante prejudicado após o aparecimento da Covid-19.

– Confesso que com a vinda da pandemia não só eu como muitos outros artistas, tivemos um grande prejuízo. Atualmente, pouco a pouco, nosso trabalho tem crescido novamente, muitas pessoas querem sair se divertir, as coisas estão normalizando e isso nos possibilita maior visibilidade dentro das casas de shows.

A exemplo dos DJs citados no começo dessa matéria, Aleixo também chegou a trabalhar de forma remota nos primeiros meses da pandemia. “Tinha que fazer meu trabalho girar, então foi o modo que eu vi de continuar com os trabalhos. Foi bom, as pessoas interagiam bem”, relembra.

DJ teve que realizar algumas lives no início da pandemia (Foto: Divulgação)

Ele tinha uma apresentação marcada para esta segunda-feira, dia 11, em Resende, de forma presencial no Country Fest Bar, na Cidade Alegria, mas que devido a chuva intensa que vem caindo na região desde a última sexta-feira, dia 8, foi cancelado. Questionado como são os protocolos das casas onde trabalha, destaca como é o controle. “Em todos os lugares que eu me apresentei, quando eu chego ao camarim tenho que estar de máscara e medir a temperatura”.

O local do evento cancelado tem capacidade para receber 150 pessoas, porém, com a pandemia havia permissão apenas para receber 100 espectadores, que só poderiam entrar de máscara e serem maiores de 18 anos. Mesmo ainda não sabendo se a apresentação será remarcada, o DJ conseguiu receber o cachê dos organizadores.

Oriundo de uma família humilde, Tonii revela que para vencer existe a obrigação de aprender a dar valor nas pequenas coisas. “Sem Deus, não somos nada, e que nossa palavra e humildade é o que temos de mais valioso”. O DJ tem em seu repertório ritmos como o funk light e o pop remixado. “Gosto muito de trazer os remixes no meio do sertanejo também, visando sempre a alegria, um modo de fazer o público se sentirem a vontade, esquecer um pouco os problemas e viver a alegria do momento”, diz o DJ, que tem mais duas apresentações previstas para esta semana.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.