Churrascaria dribla crise com PF e Self Service

gaucha2“A crise econômica fez com que a gente ampliasse o nosso leque de vendas, só conseguimos manter vivo o nosso negócio porque apostamos em opções mais populares”, explica o comerciante da Churrascaria Gaúcha, José Riboldi, o Zeca (foto), que trabalha no estabelecimento há mais de 20 anos.

Inaugurada há 23 anos, a churrascaria – até então especializada em rodízio de carnes – passou a contar com os serviços de prato feito (PF), Self Service e prato comercial (ou executivo) e conseguiu aumentar sua clientela. A novidade só foi possível graças ao trabalho de Zeca, que saiu da Baixada Santista e começou a trabalhar em uma pequena churrascaria situada às margens da Via Dutra, em Resende.

— Quando comecei a trabalhar aqui, cheguei para assumir a função de gerente, dois anos depois da inauguração, junto com minha família e mais dois colegas. Havia apenas oito funcionários e a clientela era exclusivamente formada por caminhoneiros. Isso aqui era pequeno, e nem de longe lembrava essa loja que temos hoje – relembra Zeca.

Natural de Constantina (município próximo a Passo Fundo, no noroeste gaúcho), Zeca levou toda sua experiência em administrar uma churrascaria de Praia Grande/SP para Resende e região, e começou a mudar a forma de administrar o local, acompanhando o crescimento econômico no Sul Fluminense.

— Passamos a investir no rodízio de carnes, algo que eu já fazia lá em São Paulo. Com isso, a clientela cresceu e se diversificou. Chegaram os funcionários das indústrias inauguradas nos meus primeiros anos de trabalho, militares da Aman e mantivemos os caminhoneiros – acrescenta.

Desde então, a churrascaria cresceu e passou a ser bastante procurada devido à qualidade de suas refeições. Além de serem clientes fiéis, as indústrias também passaram a confraternizar no interior da churrascaria, algo que também se tornou rentável ao estabelecimento. “A empresa que vem fazer as festas de fim de ano por aqui ganha 10% de desconto no pagamento de toda a refeição”.

Churrascaria vem atraindo clientela depois de introduzir o PF e o Self Service, mas ainda mantém o tradicional rodízio
Churrascaria vem atraindo clientela depois de introduzir o PF e o Self Service, mas ainda mantém o tradicional rodízio

Com a venda de PF e Self Service, quem não podia pagar rodízio agora tem como almoçar com a mesma qualidade de alimentos oferecidos anteriormente. “O nosso público que se alimenta no Self Service e no PF é majoritariamente formado por famílias e funcionários de empresas acostumados a esses tipos de prato, mas que dificilmente podem pagar por um rodízio”.

Com exceção do PF, as demais opções são acompanhadas do buffet de saladas, que normalmente está nas opções de quem paga o rodízio. “No self service e no executivo, o cliente pode servir-se no buffet de pratos quentes e frios, mas a guarnição de carnes vai acompanhando apenas o prato executivo. Já o PF é servido pelo funcionário e não dá direito ao buffet”.

Ainda que a crise tenha preocupado os proprietários, o rodízio segue sendo o carro-chefe da churrascaria. “Teve um grupo da Terceira Idade vindo de São Paulo que experimentou nosso rodízio no último final de semana, e dizem que adoraram. Segundo eles, o motivo é a falta de opções para uma comida de qualidade servida às margens da Via Dutra aqui na região”, conclui Zeca.

ABERTA TODOS OS DIAS
Hoje, Zeca é um dos proprietários da churrascaria, e ao lado de outros sócios (um filho e dois sobrinhos), abriram outros dois restaurantes (Estância Gaúcha e Querência Gaúcha, ambos em Penedo) e a Lanchonete Gaúcha (que fica ao lado da churrascaria, em Resende). “Lá em Penedo, a clientela é de funcionários das fábricas durante a semana e de turistas nos finais de semana, e os funcionários que trabalham conosco são todos da localidade, com exceção dos gerentes, que também são do Sul”, cita. Na lanchonete, Zeca destaca que são vendidos o pão com linguiça e o sanduíche X-Picanha.

A churrascaria funciona das 11 às 23 horas, todos os dias (exceto na Sexta-Feira Santa), servindo almoço no período do dia e jantar e rodízio no período da noite, e a lanchonete das 6h30 às 23 horas.

Patrocinado

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.