Operação Semana Santa registrou mais infrações e crimes que acidentes na região

Ônibus de turismo foi apreendido com placa clonada em Resende (Foto: Divulgação/PRF)

Neste final de semana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a Operação Semana Santa, que em termos de acidentes teve saldo positivo. Em nenhuma das rodovias houve ocorrência de mortos, com índice baixo de acidentes e feridos, mesmo com movimento intenso de veículos. Um balanço realizado nas rodovias BR-116 (Via Dutra) BR-393 (trechos entre Barra Mansa e Três Rios), BR-485 e BR-354 pela corporação registrou nove acidentes, com oito feridos e nenhuma morte.

Por outro lado, o número de infrações e crimes de trânsito foi significativo. Ao todo, foram registradas 300 infrações, sendo 50 ocorrências com o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo Eletrônico (CRLV) e 30 veículos recolhidos para regularização. Chama também a atenção o número de crimes registrados, especialmente na Via Dutra. Ao todo foram 11 ocorrências policiais, com oito pessoas presas, sendo dois por embriaguez ao volante, quatro por receptação, e dois por outros crimes, além de quatro veículos recuperados.

Em Resende, dois crimes de trânsito chamaram a atenção nas páginas policiais neste domingo, dia 17. No primeiro, agentes da PRF, durante fiscalização da Operação Égide, por volta das 19h, no km 330 da Dutra, abordaram uma motocicleta CB 300R, e fizeram o teste do bafômetro no condutor de 50 anos, no qual foi atestado o resultado 1,03 mg/L, sendo comprovada a embriaguez. O motorista foi preso em flagrante e multado em R$ 2.934,70, tendo a moto recolhida.

Outro motorista foi detido na altura do km 299 da Dutra, também em Resende, por volta das 22h. Um ônibus de turismo, com placas de São Paulo, e fretado para viagem entre Arraial do Cabo/RJ e São Paulo, com 23 passageiros, foi abordado pelos agentes.

Ao ser feita a verificação da documentação apresentada pelo condutor de 44 anos e os itens de identificação do veículo foram constatadas irregularidades, verificando que se tratava de um clone, sendo o original licenciado em Duque de Caxias/RJ, estando com restrição judicial de circulação e licenciamento vencido em 2017, sendo estes os motivos da adulteração. O motorista foi preso e encaminhado com o veículo para a 89ª DP (Resende).

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.