Setur-RJ apresenta Plano Estratégico para o turismo fluminense em 2021

Pensando no período atual e no pós-pandemia nas atividades que envolvem o turismo, a Secretaria de Estado de Turismo do RJ (Setur-RJ), junto com a Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e o presidente da Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Turisrio), Sérgio Ricardo de Almeida, realizaram nesta terça-feira, dia 13, uma audiência pública virtual para apresentação do plano estratégico elaborado pela Setur (foto acima).

O estudo aponta propostas para o desenvolvimento do setor, que no estado do Rio foi responsável pela chegada de 27,5% dos turistas estrangeiros ao país, em 2019, e que desde o ano passado teve que se reinventar devido a pandemia da covid-19, muito lembrada pelos deputados durante a audiência.

– Com a pandemia, surgiu o ‘turismo de proximidade’, que se caracteriza pelo turista que viaja em carro próprio, com a família, a locais próximos e que permitem atividades ao ar livre. Nosso estado é repleto de opções turísticas em contato com a natureza – destacou o secretário de Turismo, Gustavo Tutuca.

Ele aproveitou para reforçar a importância turística do Rio ao dizer que o Estado é o que tem a maior diversidade de recursos e atrativos turísticos em curta distância, sendo de extrema relevância, uma vez que, atualmente, o turismo de proximidade é o que mais atrai os visitantes.

– Pesquisas indicam que mais de 50% dos viajantes procuram destinos próximos ao seu local de residência. Outro dado importante, e que nos favorece, é a predominância por busca de lugares que proporcionem um maior contato com a natureza. Nosso Estado tem, a poucos quilômetros de distância da Capital, atrativos na serra e no litoral e cidades que oferecem infraestrutura de excelência para receber os visitantes com segurança, seguindo as normas sanitárias vigentes.

Para motivar o deslocamento desses turistas para o Rio de Janeiro, o secretário apresentou as estratégias que serão adotadas pela Setur. Uma campanha de divulgação do Estado, apostando no turismo de proximidade, tem como objetivo fortalecer a marca RJ em São Paulo (capital e interior), Minas Gerais e Distrito Federal. Serão realizados workshops e ativações em shoppings, além de flashmobs e divulgação em mídias digitais.

O secretário ainda destacou que durante a pandemia uma das ações feitas foi o portal “Rio de Janeiro – Turismo consciente”, que certifica estabelecimentos preparados para receber visitantes, respeitando as orientações da Secretaria de Estado de Saúde. Já foram certificados 2791 estabelecimentos.

Tutuca apresentou outros projetos voltados para o período pós-pandemia, entre eles um portal único para desburocratizar a produção de eventos, permitindo a solicitação de alvarás centralizada.

Entre os outros pontos abordados do Plano Estratégico estão o Passaporte do Cicloturismo, para mapear e desenhar as rotas ciclísticas do Rio de Janeiro; a reativação do Conselho Estadual de Segurança Turística; realização de fóruns regionais, com transferência do Gabinete para as regiões turísticas; e o Turismo RJ + 10 anos, que será um legado de gestão, com o objetivo de propor ações para colocar o Rio de Janeiro em um patamar diferenciado em termos de competitividade com outros destinos no cenário mundial, que alcancem resultados no período dos próximos 10 anos.

O deputado Noel de Carvalho (PSDB), que é um dos membros da Comissão de Turismo da Alerj, comentou sobre a audiência, os próximos passos na execução do plano e relembrou o encontro realizado há um mês com o Conselho Regional de Turismo das Agulhas Negras.

– Acompanhei a apresentação de ontem do secretário Gustavo Tutuca na Comissão de Turismo, presidido pela deputada Alana Passos (PSL) e posso afirmar que o que nos foi apresentado vem de encontro ao que discutimos há um mês com o Conselho Regional de Turismo das Agulhas Negras. Vamos trabalhar muito para colaborar e tornar realidade as rotas ciclísticas e os fóruns regionais. O estado do Rio de Janeiro tem tudo para despontar ainda mais no Turismo e nosso desafio é maior neste momento quando devemos estar atentos à segurança e cuidados – completou Noel.

Fotos: Reprodução/Alerj

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.