Projeto Castramóvel começa a ser implantado no Parque das Águas

Começou nesta semana o trabalho de implantação do Projeto Castramóvel no Parque das Águas, em Resende. Segundo a Prefeitura e o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), o projeto itinerante pretende alcançar o público residente em localidades mais distantes, para atender as populações canina e felina que já aguardavam o procedimento gratuito de castração, conforme distribuição de senhas ocorrida em março deste ano. Dois castramóveis, que foram adquiridos pela Prefeitura e chegaram no primeiro semestre deste ano, foram instalados no Parque, onde serão castrados 12 animais por dia, no período de uma quinzena. Os atendimentos serão realizados de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

Segundo o veterinário do Centro de Controle de Zoonoses, Felipe Quinane os dois castramóveis adquiridos pela prefeitura foram fabricados na cidade paulista de Botucatu. E foram comprados com recursos federais, com o objetivo de ampliar a atenção à saúde animal, chegando até lugares considerados mais distantes como a zona rural. A estrutura, semelhante a um trailer, possui quatro salas, sendo divididas em: preparo animal; antissepsia e paramentação cirúrgica; e recuperação e prescrição médica. Nesta etapa de implantação, foram agendados os animais que esperavam pelo atendimento oferecido a partir de senha em março, entre outros cadastrados.

O veterinário adiantou que a marcação foi feita por telefone com base no sistema de dados atualizado durante a distribuição das senhas. Nos 15 dias de programação, estão previstos 180 procedimentos com horários agendados para evitar aglomeração no parque. Cada atendimento leva em média 30 minutos. A equipe, que atuará no projeto desta quinzena, é composta por sete profissionais, sendo cinco veterinários. “Vale enfatizar que a ideia do projeto é operar nos locais mais afastados da região central, onde os moradores que possuem cães e gatos poderão se dirigir aos castramóveis para cadastro, triagem e realização do procedimento”, informou.

As próximas datas e locais serão divulgados com antecedência pela Prefeitura de Resende, bem como medidas adotadas para a execução do projeto.

BENEFÍCIOS DA CASTRAÇÃO
A castração serve para prevenir doenças e aumentar o controle da taxa de natalidade de cães e gatos no município. O veterinário alertou sobre a importância da castração para as populações caninas e felinas, esclarecendo que há restrição para determinadas raças de cães. “A intervenção cirúrgica é essencial para o controle do índice de natalidade de animais de rua, além de prevenir uma série de doenças. É necessário lembrar que o CCZ não executa este procedimento em cães braquicefálicos, os famosos de focinho achatado ou curto, tais como: Bulldog Francês, Pug, Shih Tzu, Lhasa Apso, Maltês, Yorkshire, entre outros”, frisa.

Este ano, já foram contabilizadas 842 castrações pelo CCZ, que também recolhe animais de rua para a cirurgia. No ano passado, foram mais de 2.087 castrações registradas. Em 2018, a unidade realizou 1.946 castrações de cães e gatos. Em 2017, início da atual gestão da Administração Municipal, foram feitos 1.203 procedimentos do tipo. Já em 2016, foram apenas 171 castrações.

Foto: Carina Rocha (Divulgação/PMR)

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.