Posse da Mesa da Câmara de Resende registra ausência de vereadores

A conturbada eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Resende ainda reflete quase um ano depois. A ausência de vários vereadores à posse dos novos integrantes da Mesa demonstram que a questão pode ainda não estar totalmente resolvida. A posse da nova Mesa que tem como presidente o vereador, Edson Peroba (PPS) aconteceu na manhã do dia 2, numa casa de eventos na região da grande Alegria. Junto com Peroba também assumem a direção da Casa Legislativa, os vereadores De Araújo (MDB, vice-presidente), Reginaldo Engenheiro Passos (PSB, primeiro-secretário), e Stênio Aguiar (PP, segundo-secretário) para o próximo biênio.

Em seu discurso de posse, o novo presidente, afirmou que pretende direcionar os esforços do Legislativo para as propostas em prol da Saúde, do Lazer e da Segurança. Peroba fez questão de mencionar que, para o sucesso da nova gestão, espera contar com o apoio dos demais parlamentares e dos servidores da Câmara, mas a ausência, de oito dos 17 vereadores, causou estranheza no trato político como nunca se viu na política de Resende. Os conflitos que dividiram os vereadores em dois grupos e que culminaram com a deposição do então presidente Roque Cerqueira.

O evento precedido por um café da manhã, contou com as palavras de dois religiosos e ainda do prefeito Diogo Balieiro Diniz (DEM), que conseguiu descontrair o ambiente, ainda que não intencionalmente, quando lembrou ao presidente Peroba, que espera no final do ano um cheque significativo de devolução dos recursos do Legislativo aos cofres públicos. O então presidente Romério (MDB) presidiu a cerimônia e deu posse à nova Mesa Diretora.

Sobre a ausência de vereadores, a informação é que dois teriam justificado, os demais nem se deram o trabalho: “Acreditava-se que isso estaria superado e que a partir desse ano os trabalhos para o bem-estar da população de Resende seriam prioridade, mas essas faltas podem sinalizar que não”, comentou um servidor do Legislativo que pediu para não ser identificado.

As sessões legislativas serão retomadas na primeira semana de fevereiro.

Você pode gostar

2 thoughts on “Posse da Mesa da Câmara de Resende registra ausência de vereadores

  1. Caro leitores, esses edis que na era antiga eram denominados “Magistrados Romanos” por terem como atribuição precípua a guarda e fiscalização dos prédios e monumentos públicos, hoje, mas parecem “gladiadores”, cada qual querendo demonstrar o quão é mais forte e poderoso, seja no aspecto ideológico seja na condução da coisa pública. Enquanto agirem divorciados dos interesses do povo não chegarão a lugar algum. O que vimos e assistimos nos últimos meses foi uma disputa de egos e que nada contribuiu para a preservação moral da Casa Legislativa de Rui Barbosa – lamentável! A exemplo da eleição majoritária deste ano, daqui a 01 ano e meio teremos novas eleições e todos os 17 mandarins passarão pelo crivo da vontade popular, certamente da maneira que se mostram dissociados da boa politica poucos serão reconduzidos. Abre o olho povão!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.