Por que as pessoas estão perdendo a paciência com os vereadores de Resende?

Eles talvez não saibam, mas a população não tem mais paciência para os discursos falaciosos, os risos debochados, a defesa de um governo fraco e principalmente, o subestimar a inteligência dos cidadãos que pagam os salários dos vereadores que parecem se distanciar cada vez mais de suas proposições para uma Resende melhor. A crise está instalada na Câmara Municipal de Resende.

É vergonhoso o posicionamento da maioria que fez da Casa Legislativa um octógono, cuja luta é travada no campo raso das vaidades. O presidente Roque Cerqueira perdeu a mão e tem permitido o que no popular chama-se “zona”, bagunça total num poder constituído e importante para o equilíbrio das forças políticas do município. Ao tentar impor SUAS regras e não as regras legislativas ao andamento dos trabalhos, Cerqueira esquece até mesmo sua gestão anterior que foi considerada positiva.

Mas os tempos são outros, não é mesmo. Só é preciso lembrar que o uso da força e dos recursos têm limites, ainda que possam não fazer parte da realidade de quem está acostumado a mandar ou acredita que manda. As pessoas não aguentam mais as mesmas caras, as mesmas ações, os mesmos discursos, as mesmas mentiras. E felizmente, também estão percebendo que não adianta acreditar no que se apresenta como “novo” que usa a chamada “nova política”.

Veja o exemplo do prefeito Diogo Balieiro Diniz, em Resende. Tão “novo” que já mudou para o empoeirado partido do DEM. Ele provavelmente acredita que os vídeos de comunicação fácil, que viraram sua marca, convencem que está na luta diária, quem anda nas ruas cheias de mato e lixo, quem busca sem sucesso o medicamento nos postos e quem sabe a dificuldade que é de encontrar uma vaga na creche e ainda, quem está sujeito a um transporte público de péssima qualidade. É de espantar o descaso e desfaçatez tanto do Legislativo quanto do Executivo de Resende e claro, justificam assim, a falta de paciência da população. Será que uma nova Mesa Diretora terá mais independência? Espero que sim!

Ana Lúcia
editora do jornal BEIRA-RIO
Blog da Ana Lúcia (alcs.wordpress.com)

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.