Buraco em playground do Parque das Águas oferece perigo a crianças

brinquedo2
Nas fotos enviadas pelo internauta: acima, o brinquedo, já enferrujado e torto; no centro, o ferro de sustentação sem sinalização e abaixo, o buraco feito no local (Fotos: Carlos Nascimento/Reprodução do Facebook)

Neste final de semana, o internauta Carlos Nascimento postou no grupo Ação Resende, nas redes sociais, as condições em que se encontrava o brinquedo de um dos dois espaços reservados aos playgrounds no Parque das Águas. Em uma das fotos, ele estava enferrujado e com a haste torta  (feita  há 2 meses, com  um poça d’água).

– O brinquedo sempre foi daquele jeito, sem manutenção e de tanto as crianças usarem, o brinquedo ficou com um buraco e juntando poça d’água –  diz  o internauta.

Na segunda foto (feita no domingo, dia  2, enquanto  Carlos passeava com a filha de 6 anos), o ferro de sustentação do brinquedo, que fica no playground localizado atrás da sede da Secretaria de Meio Ambiente se encontrava sem qualquer sinalização de segurança, após ter visto uma criança de 1 ano e 6 meses brincar perto do local. “Na hora me preocupei porque a criança poderia bater a cabeça no local”.

No dia seguinte (segunda, dia 3), o mesmo internauta postou outra foto com o mesmo ferro, sinalizado de forma precária, e com um buraco, ainda oferecendo perigo.

– Ontem eu fui lá para ver se já estavam tomando alguma providência, já que um amigo me avisou que tinha gente trabalhando no local na parte da manhã, e tirei (a foto) de um buraco com  aproximadamente 50 cm e o ferro continua no mesmo lugar. Quando estive no local, no mesmo dia à tarde, não havia nenhum funcionário na hora. Se nesse parque isso já vem acontecendo, imagine nos outros. Lá no meu bairro inclusive tem brinquedos  jogados no chão, sem manutenção –  revela.

Nesta terça-feira, dia 4, o jornal BEIRA-RIO esteve no Parque das Águas na parte da manhã, e encontrou o local sem qualquer funcionário trabalhando. O ferro de sustentação também foi citado por outro pai que costuma frequentar o parque nos finais de semana. O mesmo segue sinalizado no local, mas a retirada do brinquedo não parece ser o único problema observado por ele.

brinquedo3
Além dos demais brinquedos, que se encontram enferrujados, pais também se preocupam com segurança nas brincadeiras com areia

– Aqui no Parque, nunca vi uma manutenção da areia do playground. Já cheguei a encontrar objetos como cacos de vidro, pregos e até fezes de animais na areia onde minha filha costuma brincar. Aos domingos, isso aqui lota de crianças que gostam da fazer a mesma brincadeira – relembra  o  representante comercial Anderson Arger, pai de uma menina de 3 anos.

Para Anderson, a situação preocupa, já que além de correrem risco de acidentes, as crianças também podem se contaminar com os microrganismos encontrados nas fezes por terem o hábito de levarem as mãos à boca.

A equipe do jornal entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Resende, que até o momento não respondeu as solicitações sobre os dois problemas citados.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.