Instituições profissionalizantes usam gastronomia pra promover cursos e atraem grande público

gastronomia2
O chef do Trajano ensinou passo a passo uma receita de bolinho de arroz para o público, que aprovou a iguaria oferecida no evento

Entre a quarta-feira, dia 13, e domingo, dia 17, foi realizada em Barra Mansa a 18ª edição da Flumisul. E entre as novidades da feira para este ano, o público pode conferir o Espaço Gastronomia, com a realização de palestras e aulas show. Esta última, aberta de graça ao público em um pequeno espaço, atraiu um número significativo de pessoas em virtude da degustação dos alimentos oferecida. Em algumas dessas aulas, o contingente chegou a formar fila.

O responsável por esse grande contingente no Espaço Gastronomia responde pelo nome de José Luis Castro Júnior. Natural de Ribeirão Preto/SP, o chef de cozinha do Trajano Restaurante e Café, de Volta Redonda, esteve presente nos quatro dos cinco dias da feira para apresentar as receitas de seus pratos e realizar o lançamento de um curso de pós-graduação que já se encontra com as inscrições abertas.

— Essa pós-graduação de Gastronomia foi idealizada através do Curso de Nutrição do UBM (Centro Universitário de Barra Mansa, onde o chef cursa o sexto período), onde o meu patrão (Renan Chieregate) também é professor e montou uma parceria com o nosso restaurante para fazer o lançamento desse curso – diz.

Segundo Castro Júnior, o curso pretende atender a grande demanda de graduados em Nutrição e outras áreas, e terá o nome de Pós-Graduação em Gastronomia da Teoria Prática, onde o chef será um dos professores. “A Nutrição tem várias áreas, as quais o centro universitário já explorou, e agora chegou a vez da Gastronomia”, cita o chef, que mora em Volta Redonda há seis meses e é formado em Gastronomia há 10 anos pela Universidade Católica de Santos (UniSantos).

Ele fala das vantagens de ser um chef de cozinha graduando em Nutrição. “A gastronomia, que é uma arte, ela me dá conhecimentos sobre sabor, paladar e experiência gustativa. E com esses conhecimentos, a Nutrição só vem a acrescentar de forma mais ampla sobre segurança e saúde alimentar como um todo”.

O chef ensinou durante todo o evento, de forma prática e rápida, a fazer receitas de comidas de boteco. No primeiro dia (quinta, dia 14), a equipe do jornal BEIRA-RIO teve a oportunidade de experimentar um bolinho de arroz gourmet com couve e parmesão, crocante e com uma textura semelhante a de um bolinho de bacalhau. Já no último dia (domingo, dia 17), ele preparou um empanado de frango com parmesão. Em ambos os preparos, aproveitou para dar dicas aos espectadores sobre como melhorar o preparo dessas iguarias.

As colegas de Castro Júnior gostaram de ideia, e falam sobre a expectativa de fazerem a pós-graduação. “Nós também vamos agregar conhecimento, uma vez que a Nutrição tem vários campos de trabalho, entre eles social, clínica e até na Unidade de Gastronomia Alimentar e Nutrição”, responde a estudante do sexto ano de Nutrição, Marilza do Carmo Conceição.

Além dessas receitas, os participantes também tiveram a oportunidade de aprender a fazer bolinho de feijoada, os tradicionais caldos e o hambúrguer gourmet.

O curso é voltado não apenas para quem é da Nutrição, mas para qualquer profissional, mesmo que não tenha habilidades técnicas na área, de acordo com o coordenador do curso, Fernando Antônio Cabral de Souza Júnior. “A pós vai servir justamente para preparar essa pessoa que não tem conhecimento do setor gastronômico e até mesmo ensinar como cozinhar adequadamente”, conta.

O curso de pós-graduação ainda não está sendo divulgado pelo site, mas os interessados poderão entrar em contato com a Coordenadoria de Pós-Graduação e Pesquisa (Copep) do UBM pelo telefone (24) 3325-0217.

gastronomia3
Supervisionada por Luan, do Rio de Janeiro, a equipe do jornal BEIRA-RIO chegou a produzir a bebida que está na taça que o bartender segura

BARTENDER POR UM DIA
Outra instituição também aproveitou para participar das aulas show no Espaço Gastronomia. No domingo, dia 17, na parte da tarde, um professor do curso de bartender (profissional que produz bebidas, drinks e coquetéis com técnicas específicas) mostrou como se faz uma bebida à base de suco de laranja, vodca, polpa de maracujá e pimenta dedo-de-moça.

— É uma profissão que tem bastante procura no Rio de Janeiro, já formou mais de 20 turmas e tem a duração de 200 horas, já que além das técnicas de criação de bebidas e atendimento, o aluno também tem aulas de inglês específicas da área – explica o bartender e professor do Senac, Luan Martins.

Em sua aula show, após a produção do drink, o bartender convidou um dos espectadores para fazer o mesmo na prática. A equipe do jornal BEIRA-RIO aceitou o desafio e seguindo as instruções e o que aprendeu no evento, produziu outra bebida semelhante sem grandes dificuldades, exceto no momento de se abrir a coqueteleira utilizada no preparo. Nesse caso, foi o único momento em que houve o auxílio do profissional. A bebida tem gosto cítrico e quase não se percebe o aroma da pimenta.

Além do bartender, o Senac fez outras aulas show dos cursos de Gastronomia, Cozinha e Nutrição. Ainda assim, não há no momento vagas disponíveis para bartender nas unidades da instituição, mas os interessados poderão solicitar que seja avisado da abertura de novas turmas clicando aqui. Já os demais poderão ser encontradas em diferentes unidades espalhadas em todo o estado do Rio de Janeiro. A sede de Resende é a única do Médio Paraíba a oferecer cursos gastronômicos (cozinheiro, confeiteiro, confeitaria clássica, padeiro e saladas).

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.