Receita de massa causa polêmica

A Itália está há dias imersa na que é popularmente conhecida como a “guerra do alho”, uma autêntica disputa gastronômica que gira em torno da presença ou não do alho na massa ao molho amatriciana.

A polêmica surgiu depois que o reputado cozinheiro italiano, Carlo Cracco (foto), que tem duas estrelas no Guia Michelin, afirmasse em um programa de televisão italiano que o segredo para cozinhar uma boa amatriciana é o alho. Cracco é um dos cozinheiros mais prestigiados do país pela qualidade de sua cozinha contemporânea, mas também por ter sido jurado em programas como “MasterChef” e “Hell’s Kitchen”.

Sua imagem também tem prestígio no mundo todo, talvez porque tenha começado sua carreira em 1986 no Gualtiero Marchesi de Milão, o primeiro restaurante italiano que ganhou três estrelas Michelin, ou porque estudou por três anos na França entre as fornalhas do mestre da gastronomia Alain Ducasse.

Mas nos últimos dias saltou para as polêmicas porque provocou no país um autêntico debate culinário que pôs em pé de guerra os defensores mais ortodoxos da receita original, sem alho, deste prato de tradição milenar.

Saiba mais sobre essa polêmica. Assine o jornal BEIRA-RIO.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.