Prefeitura diz que empresas não se interessam por obra do Posto de Saúde da Serrinha

A obra de reforma da Unidade de Saúde da Família da Serrinha do Alambari e Capelinha, em Resende, está abandonada desde 2014. Iniciada em maio de 2013, a obra foi denunciada cerca de seis meses mais tarde pelo Comitê pela Transparência e Controle Social de Resende (ComSocial) ao Ministério Público Federal (MPF) por suspeita de superfaturamento e não cumprimento da lei 12.527/11, a Lei de Acesso à Informação e ao Ministério do Trabalho devido às condições de trabalho dos funcionários. Desde então, o local foi abandonado pela prefeitura de Resende, e sofre com depredações, falta de capina e a deterioração devido à falta de manutenção. No dia 13, até mesmo um pé de maconha de mais de dois metros foi encontrado encostado no muro do terreno. Segundo a prefeitura de Resende, as empresas de construção não se interessam pela obra.

“A reforma da unidade de Saúde da Família da Serrinha foi paralisada, pois a empresa vencedora da licitação abandonou a obra. Desde então, já foram realizadas duas licitações para retomada da reforma, mas nenhuma empresa compareceu. A secretaria agora aguarda uma nova licitação que deve acontecer nos próximos meses”, informou, em nota, a Secretaria Municipal de Saúde.

Confira a matéria na íntegra no jornal BEIRA-RIO. Nas bancas!

Você pode gostar

One thought on “Prefeitura diz que empresas não se interessam por obra do Posto de Saúde da Serrinha

  1. Quem sabe o Sr. Governador não ajuda, já que um posto de saúde é um milhão de vezes mais importante que asfalto? Garanto que chamaria muito mais a atenção dos eleitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.