Para cada cerveja um copo ideal

Quando pensamos em diferentes bebidas – como, por exemplo, vinhos, conhaques, uísques, cervejas, saquês, cachaças, águas, chás, cafés – é muito comum associarmos, rapidamente, um padrão de copo, taça ou xícara para melhor servir cada uma delas. E isso acontece porque, ao longo da vida, aprendemos que é muito bom tomarmos água em grandes goles, vinho em taça elegante e café na xícara antiga da família.

Muitas vezes fazemos essas escolhas de forma intuitiva ou emocional, entretanto, à medida que temos oportunidade de conhecer melhor as variações e as nuances de uma bebida, passamos também a entender essas escolhas de forma conceitual. Por exemplo, você idealmente escolheria tomar um espumante em copo americano ou um vinho de sobremesa em taça flûte? Impensável, diriam os apreciadores de vinhos em tom quase indignado. Pois esse erro que, parece inimaginável no mundo dos vinhos, é daqueles mais frequentes na cena cervejeira.

Leia mais sobre essa curiosidade no mundo das cervejas. Assine o jornal BEIRA-RIO.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O limite de tempo está esgotado. Recarregue CAPTCHA.