24092017

Suspeito de ajudar na morte de taxista é preso em Volta Redonda

Tamanho do texto »

Na manhã desta segunda-feira, dia 11, foi preso mais um dos suspeitos de ter matado o taxista Paulo César Ribeiro, de 56 anos, na madrugada deste sábado, dia 9, que foi brutalmente assassinado a pauladas no bairro Três Poços por Jefferson da Conceição de Souza, de 21 anos, o Diamante.

Marcello Russo, delegado adjunto da 93ª DP de Volta Redonda, disse que o companheiro de Diamante,  que  não teve a identidade revelada, foi quem deixou o pedaço de bastão no local do crime para que ele usasse em aplicar vários golpes na cabeça do taxista. Um terceiro envolvido no assassinato ainda se encontrar foragido.

Diamante foi preso no mesmo dia do ato após confessar o crime de ter matado Paulo, conhecido como Tequila, como era conhecido pelos mais íntimos. Segundo a 93ª Delegacia de Polícia de Volta Redonda, ele teria confessado e alegado que fez tudo isso por vingança.

De acordo com a 93ª DP, o corpo do taxista foi encontrado na Rua A, com marcas de que foi atingido com vários golpes na cabeça, enquanto que Diamante foi visto logo depois nas proximidades do crime, na Rua C, onde mora com sua mãe em um conjunto residencial.

“Jefferson confessou também possuir gravado no celular as mensagens trocadas entre ele e seus companheiros, combinando o local do crime e onde o pedaço de bastão deveria ser deixado.”, disse Marcello.

Diamante disse ao delegado que há cerca de 15 dias, o taxista já havia roubado o celular de sua namorada e, na madrugada deste sábado, ele teria passado a mão em seus seios, em um forró que frequentou no bairro Cajueiro em Barra Mansa. A cena que ele teria presenciado após sair do banheiro o perturbou demais.

O acusado então, mais tarde na mesma noite, pediu ao taxista que o levasse em casa e, na localidade, deu-lhe uma “gravata”, arrancando-o para fora do veículo e começando a lhe dar inúmeras pauladas na cabeça. Ainda, em depoimento, afirmou que passou por cima do taxista com o carro, além da ajuda do companheiro preso.

“Jefferson solicitou ao taxista uma corrida até Três Poços, já com o plano arquitetado de matá-lo. Após a execução, ele e seus participantes retornaram para o forró, no bairro Cajueiro, como se nada tivesse acontecido.”, disse Marcello.

Diamante continua preso na 93ª DP de Volta Redonda.

Fonte: Diário do Vale/A Voz da Cidade

Foto: Nosso Jornal BM

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.