24092017

Bienal deste ano faz sucesso entre os jovens

Tamanho do texto »

Maurício de Souza foi um dos destaques da 18ª Bienal, além do aumento do público jovem.

A Bienal Internacional do Livro deste ano reuniu, desde 31 de agosto, mais de 600 mil visitantes, superando as expectativas dos organizadores. O dado foi divulgado por tais neste domingo dia 10.

Em sua 18ª edição, o evento ampliou sua programação em 30% em relação ao ano passado, além de aumento significativo do público dos 15 aos 19 anos de idade, aumento este de 18% para 33% do total de visitantes.

A notícia foi animadora para os organizadores, já que em 10 anos do festival, a participação dessa faixa já aumentou três vezes, com a Bienal de 2007 tendo apenas 11% do público pertencente a esse grupo.

De acordo com Mariana Zahar, vice-presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, disse que a Bienal não poderia ter ocorrido em melhor época, pois enfim o mercado no setor literário vem dando sinais de recuperação após a crise que se instalou no país.

De janeiro até a primeira semana de setembro, o setor cresceu cerca de 5% sobre o mesmo período do ano passado. Mesmo assim, Mariana lembra que esta alta dever ser observada com cautela, pois ano passado o setor registrou queda de 20% em relação ao ano anterior, 2015.

“Temos motivos para comemorar a nova onda de jovens a embarcar no universo literário, cada vez mais a cada ano. Esse episódio crescente desse público está alinhado com o que vem acontecendo no mercado editorial, algo que nos enche de esperança, pois mostra que dentro em breve teremos um público leitor ainda maior daqui para frente.”, diz Mariana.

Tatiana Zaccaro, diretora da Bienal, ainda destaca que esse público jovem vem respondendo de forma satisfatória aos investimentos feitos pelo evento nesses últimos 10 anos.

Segundo Tatiana, o crescimento da oferta de atrações vista na edição deste ano está alinhada com a proposta do evento, de fazer da Bienal um programa cultural que busca ser mais do que uma simples feira de livros. “A Bienal vai muito das feiras de livros vistas por aí, não apenas para os organizadores, mas para o próprio mercado, editores e público. O que se vê na Bienal é a proposta de invadir não apenas o Rio, mas todo o Brasil por meio da importância da leitura, do livro, dos autores. Tornar-se um programa cultural e estar no calendário do carioca e quem mais quiser abraçar a causa, esse é um pilar a se conquistar, e a cada ano, mas adeptos a data se unem a nós para celebrarmos juntos os prazeres da boa literatura.”, argumenta Tatiana.

A nota recebida pela Bienal em avaliação do público aumentou de 8,4 para 8,6; com 93% dos visitantes afirmando que pretendem voltar nas próximas edições. Além disso, um em cada quatro visitantes compareceu a Bienal pela primeira vez este ano, e 14% deles vieram de outros estados.

Fonte: O Dia

Foto: O Dia/G1

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.