19082017

Feira Circular acontece nesta sexta, dia 11, em Volta Redonda

Tamanho do texto »

Vila Santa Cecília, em Volta Redonda.

Acontece nesta sexta-feira, dia 11, a primeira edição da Feira Circular, no Memorial Getúlio Vargas (embaixo da Biblioteca Municipal Raul de Leoni), Vila Santa Cecília, em Volta Redonda.

O evento, que tem apoio da Secretaria de Cultura, contará com muita música, arte, moda, sustentabilidade e decoração, das 16h às 21h30, com participação de vários artesãos e artistas da região Sul Fluminense.

No total, 20 marcas independentes irão expor seus produtos. Além disso, a proposta da feira é também dialogar com os mais diversos movimentos junto a valorização dos artistas da região, trazendo a identidade cultural, incentivo ao empreendedorismo e novas formas de consumo.

Eliza Nascimento, artesã e idealizadora da “Feira Circular”, fala que a ideia da realização desse evento surgiu da necessidade de estimular o protagonismo de pessoas que desenvolvem trabalhos independentes na região. “Como o círculo, onde não há começo e nem fim, a feira busca valorizar a identidade cultural, empreendedorismo e novas formas de consumo. É a arte invadindo a rua!”, define ela.

Programação

Tem-se inicio às 16h30 com o DJ Funil, da “Mameluco Sistema de Som”, apresentado, em versão solo, uma seleção de músicas com intuito de resgatar o lado pouco conhecido pelo público da MPB. Logo mais, às 17h, terá a apresentação “Sabe Quando Que”, de Bianco Marques, que irá traduzir, em uma performance musical, a ausência de palavras para descrever um sentimento.

Às 18h, a feira vai receber o “Vitrine Cultural”, com intervenção poética de Anielli Carraro, acompanhada do varal de poesias da ilustre Elisa Carvalho.

Às 18h30, o Palhaço Pudim, interpretado por Anderson Alves, fará cenas de improviso com perna de pau e degustação de “pudim de flores”. Às 19h, o “Jongo di Volta” fará a realização de uma vivência de dança de roda afro-brasileira, acompanhada de tambores e cantos.

Para finalizar o evento, a partir das 20h, terá apresentação ao vivo com a banda “Cultura Brasil”, grupo esse formado por integrantes do projeto “Meninos do Batuque”, com término às 21h30.

Ainda…

O destino correto dos resíduos poluentes acumulados dentro das casas ou mesmo empresas é um dos focos que a feira busca levantar como tema. Por essa razão, a Óleo Local, de Volta Redonda, deixará um ponto de coleta de óleo de cozinha usado, como forma de incentivo ao descarte com responsabilidade.

O fundador da Óleo Local, Rafael Cabral, apresenta dados relevantes para apontar a importância do descarte correto desse resíduo: “De 2010 até hoje, já recolhemos 800 mil litros de óleo, que poderia contaminar cerca de 25 mil litros de água, caso esse resíduo, que é altamente poluente, fosse jogado em rios e mares”, diz Cabral. Ainda, acrescenta-se que a empresa recolhe óleo em toda região Sul Fluminense, além de recicla-lo e transforma-lo em biodiesel, combustível esse 70% menos poluente que o diesel.

Fonte: Diário do Vale

Foto: Foco Regional/Kongress

Salvar

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.