19082017

Mais de 200 gritam: “Servidor na rua, Prefeito a Culpa é sua!”

Tamanho do texto »

Servidores se concentraram em frente a Prefeitura de Resende

Na tarde desta quarta-feira, dia 9, mais de 400 servidores públicos da Prefeitura de Resende aderiram à greve de 24 horas definida na Assembleia Geral realizada no último dia 2, e promovida pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Resende (SFPMR) e pela Associação dos Professores Municipais de Resende (ASPR). Desses servidores, pouco mais de 200 deles participaram do ato público que aconteceu no pátio da Prefeitura e nas ruas do Jardim Jalisco, Centro e Campos Elíseos, onde o grupo decidiu retomar a paralisação na próxima quinta-feira, dia 17.

A concentração aconteceu na porta da sede administrativa da prefeitura, por volta das 12 horas. Uma hora depois, um grupo de funcionários públicos fechou o acesso da Rua Augusto Xavier de Lima, na esquina com a Avenida Rita Ferreira da Rocha, aos veículos, obrigando dois ônibus da viação São Miguel, um com destino ao Campos Elíseos, e o outro ao Jardim do Sol, a darem ré. Quem trafegava pela beira rio também teve que retornar pela mesma mão.

Gritando palavras de ordem, entre elas “Queremos reajuste”, “O, o, o servidor parou!” e principalmente “Servidor na rua, Prefeito a culpa é sua!”, os servidores passaram primeiro pelo pátio do Centro Administrativo da prefeitura, chegaram a subir para o segundo andar do prédio, e se manifestaram em frente ao gabinete do prefeito, gritando “Prefeito, mostra a cara!”. Em seguida, foram às ruas passando pela Augusto Xavier de Lima, Avenida Rita Ferreira da Rocha, Avenida Saturnino Braga, Avenida Gustavo Jardim, Ponte Tácito Ferreira e Calçadão de Campos Elíseos.

Em toda a passagem do grupo, a Guarda Municipal monitorou o tráfego. Por muito pouco, um motorista que passava próximo ao shopping, pra tentar desviar do trânsito parcialmente bloqueado para a passagem dos servidores não atropelou uma das funcionárias que estava no meio do caminho. Ele chegou a sair do carro e se estressou, levando vaias dos demais servidores. No entanto, ele logo se retirou do local com o veículo sem causar quaisquer transtornos ou acidentes.

Durante todo o trajeto, o vice-presidente do sindicato, Geovânio Sousa, e o presidente da ASPR, Milton Borges, falaram sobre os motivos que levaram à convocação da greve, entre elas a falta de reajuste salarial há três anos. Eles também criticaram a atitude dos vereadores na sessão desta terça-feira, dia 8, que segundo eles teriam confrontado os representantes do sindicato por não terem informado antes sobre as reuniões com o prefeito Diogo Balieiro (PSD).

– Foi ouvida uma falação da parte deles, especialmente da Soraia (Balieiro, do PSB) e do Peroba (Edson, do PPS) de que não nos reunimos com o prefeito para falar das nossas reivindicações. É mentira! Estamos reivindicando desde o início do ano – desabafou Geovânio.

Segundo os dois representantes, apenas o vereador Caio Sampaio (Rede) apoiou a luta dos servidores, e marcou presença no ato público. “Estou a favor desse ato público, apoio os servidores e acho que já passou da hora de restabelecer o diálogo”, respondeu o vereador.

Em nota, a Prefeitura de Resende informou que “não dispõe, no momento, de recursos mínimos para oferecer reajuste salarial”. E acrescentou que “o momento econômico exige cautela absoluta diante da enorme queda na arrecadação, a fim de não comprometer nenhum serviço essencial à população e manter os índices da Lei de Responsabilidade Fiscal”. Ainda segundo a nota, “tal postura vem permitindo o pagamento integral dos servidores, além da quitação da primeira parcela do 13º de todos os funcionários na última semana de julho, mantendo seu dever e respeito aos profissionais que compõe os quadros da Prefeitura de Resende”.

A greve da próxima semana também será de 24 horas, com concentração em frente a sede da Prefeitura de Resende, a partir das 12 horas.

Fotos: Reprodução do Facebook

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

1 comentário to “Mais de 200 gritam: “Servidor na rua, Prefeito a Culpa é sua!””

  1. Ronaldo Fernandes disse:

    O triste e nao ter votado nessa DROGA de Prefeito e ter que aguentar isso durante 4 anos. Por isso,FORA DIOGO. Funcionario Publico merece respeito,porque e o que mantem uma Cidade,saudavel,limpa,educada,em fim,sem nos,como seria a Cidade?

Trackbacks/Pingbacks


Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.