24042017

Movimento autista participa de sessão da Câmara em Barra Mansa

Tamanho do texto »

jornal 56456458

Sessão na Câmara teve movimento em favor do cumprimento da lei de direitos dos autistas, nesta terça, em Barra Mansa.

Representantes do Movimento Orgulho Autista estiveram nesta terça-feira dia 18, na Câmara de Barra Mansa para reivindicar o cumprimento da Lei Federal nº 12764, cuja reconhece o autismo como deficiência e prevê direitos para seus portadores.

Aproveitando o gancho deste mês ser de conscientização sobre o tema, o grupo promoveu durante a sessão do dia uma discussão sobre a tomada de atitudes de inclusão dos autistas na sociedade e ao meio trabalhista. De acordo com Cláudia Moraes, integrante do movimento, a sociedade vem perdendo muito em vários aspectos por essa ausência de projetos ou mesmo simples atitudes de promoção da inclusão social desses indivíduos.

Antônio, advogado do movimento, também ressaltou a importância da inclusão dos autistas, tanto para os portadores, quanto para a sociedade: “Existem diretrizes para incluir os autistas, dentre elas, treinar, não somente os profissionais, mas os pais e familiares, para lidarem com a inclusão, por meio do amparo social e médico. É urgente a criação de um grupo condutor do autismo em Barra Mansa para dar um norte à sociedade em geral. A garantia legal dos autistas chega a ser poética, mas é preciso ser colocada em prática. As mães precisam muitas vezes trabalhar de casa para poder prestar auxílio aos filhos autistas, mas eles, assim como todo e qualquer cidadão, necessitam ir à escola, participar de atividades sociais, mas claro, com as devidas orientações. Deve-se estender a mão para essas mãos, para os autistas; que seja com uma sala, com a quantidade de profissionais possíveis; mas que seja agora”, diz ele.

Em visita ao Colégio Marcelo Drable – sendo polo de atendimento aos portadores de deficiência no município –, realizada na manhã também desta terça, a vereadora Maria Lúcia Moura da Fonseca confirmou essa falta de profissionais especializados para o atendimento adequado aos autistas e demais demais portadores de deficiência.

A coordenadora do programa de saúde mental de Barra Mansa, Maria Elvira, afirmou que o governo municipal está apto para prestar o devido atendimento aos portadores de doenças mentais, incluindo autistas, por meio do Capsi Estação Viver, que realiza o tratamento de indivíduos portadores de alterações cognitivas, afetivas, perceptivas e psico-motoras.

Fonte e Foto: Assessoria de Comunicação (Câmara de Barra Mansa)

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.