24092017

Ambientalista espera maior movimentação em audiência sobre Meio Ambiente

Tamanho do texto »

Eliel quer expor questões não solucionadas em anos anteriores

Eliel quer aproveitar para expor questões não solucionadas em anos anteriores

Nesta quarta-feira, dia 12, será realizada no Plenário da Câmara de Resende uma audiência pública sobre o meio ambiente no município. Um dos representantes que estará presente é o ambientalista Eliel de Assis Queiróz, que espera ver um evento que não se limite ao grande número de participantes presentes. “Em primeiro lugar, espero que essa audiência tenha de fato um objetivo, e não uma função meramente pública. Temos que discutir os problemas de ordem ambiental do município”.

Ele aponta dois grandes problemas enfrentados pelo município: a conivência do Legislativo em relação à política ambiental e a falta de estrutura operacional da Agência do Meio Ambiente de Resende (Amar). “Os representantes da Câmara até hoje nunca se lembraram dos casos de desrespeito ao meio ambiente cometidos na gestão anterior da prefeitura, o despejo de chorume, o Caso da Lagoa da Turfeira e nem das obras desastrosas no rio Sesmaria, e jamais procuraram fiscalizar. Sem contar que não há uma política de médio e longo prazo, falta uma secretaria municipal para atuar junto a Amar”, alfineta.

Eliel também defende um tempo maior para que a população se manifeste. “É muito comum uma audiência pública ter todo aquele falatório dos convocados da mesa. Não é o correto. Na verdade, o espaço é da população, senão não pode ser considerada uma audiência pública”, completa o ambientalista, que pretende levar um dossiê com os processos ambientais enfrentados por Resende e entregar em mãos para a mesa diretora.

A audiência, que começa a partir das 19 horas, foi convocada através de um requerimento de autoria do vereador Romério (PMDB). O objetivo é reunir representantes de órgãos na área ambiental em nível municipal, estadual e regional para apresentar ao público a situação de Resende nessa área e as melhorias planejadas para o decorrer do mandato do atual prefeito, Diogo Balieiro (PSD). “A ideia é que a Câmara debata com as autoridades presentes o que pode ser feito em defesa dos nossos rios e belezas naturais de uma forma geral”, comenta o parlamentar.

Entre as autoridades convidadas para a audiência pública, além do prefeito, estão o presidente da Amar, os secretários municipais de Obras e Agricultura e representantes do Ceivap (Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul), do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), do Sindicato Rural de Resende, do Ministério Público Estadual, de ONGs e de entidades de classe como a OAB, a CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) e a Aciar (Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Resende).

Foto de capa: Reprodução/Assomar

Fonte: Assessoria de Comunicação (CMR)

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.