17082017

Movimentação portuária registra queda no Brasil

Tamanho do texto »

Porto 215425

Imagem do Porto de Rio Grande/RS

Os portos brasileiros movimentaram quase  1 bilhão de toneladas durante o ano passado, uma queda de 1% em relação ao ano anterior. Os dados foram divulgados ontem dia 15 pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) em evento na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista.

Segundo o diretor-geral da Antaq, Adalberto Tokarski, a queda, considerada pequena, foi impactada pela quebra de safra do milho, que movimentou mais de 21 milhões de toneladas nos portos brasileiros em 2016, um declínio de 37,5% em relação ao ano anterior. A soja movimentou cerca de 62 milhões de toneladas, uma queda de 3,2%. A carne, cuja movimentação girou em torno de 6 milhões de toneladas, teve queda de 4%. A navegação de longo curso registrou queda de 1,7%, influenciada pela recessão e variação do câmbio.

Os terminais de uso privado responderam por 66% da movimentação, restando 34% aos portos organizados. O ministro dos Transportes, Portos e Aviação civil, Maurício Quintella Lessa, disse que o Porto de Rio Grande, no estado do Rio Grande do Sul, destacou-se com 29,1% de aumento na movimentação.

Segundo o ministro, a prioridade do governo é a dragagem dos portos. No último dia 8, o ministro assinou o contrato de dragagem de aprofundamento e adequação do acesso ao Porto de Santos, com investimento de R$ 369 milhões. A segunda prioridade do governo será melhorar o acesso aos portos brasileiros. Em relação às rodovias, foram selecionadas 89 obras, sendo que 56 dessas devem ser concluídas até o final do governo Temer.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Porto do Rio Grande/Export News

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.