20082017

Resende: 40 dias de “novo” governo, mas a sensação é que NADA mudou!

Tamanho do texto »

O governo de Resende até agora não disse a que veio. Tirando as performances de marketing pessoal do jovem prefeito Diogo Balieiro Diniz, que resolveu investir nos vídeos, fotos e propagandas do governo, efetivamente não se vê em qualquer área, um pequeno avanço que seja. Do contrário, vejamos: 40 dias de governo e aquela bravata – agora temos certeza que foi bravata – do prefeito de anunciar “no dia seguinte” providências para reverter o aumento da tarifa do transporte urbano. Gravou o vídeo no dia que o Conselho de Transporte e Trânsito (Comutran) aprovou a tarifa de R$ 3,80 da São Miguel, dia 24 de novembro. Quase três meses depois, o prefeito não voltou a se pronunciar sobre o assunto. Já foi perguntado pelo BEIRA-RIO e é constantemente questionado sobre o assunto, tanto nas redes sociais, como nos movimentos populares e ele ignora completamente o assunto. A São Miguel, cuja concessão vence em 2020 parece vai se dar bem em mais um governo. Faz barba, cabelo, bigode e depilação. Serviço completo e quem entra pelo cano? Nós. Usuários do serviço. Os trocadores e as famílias destes que estão sendo mandados embora. Os motoristas que agora têm que acumular função. Como pode o motorista auxiliar os deficientes no degrau hidráulico, cobrar passagem e dirigir? Onde estão os vereadores dessa cidade que também ignoram a atual situação do transporte no município? Ônibus quebram diariamente, o serviço tem piorado significativamente, mas já era de se esperar, afinal Rechuan assinou o decreto do aumento da tarifa e Diogo Balieiro, parece, já toma cafezinho com os empresários e nós continuamos a pagar as contas.

Para alguns de muito boa vontade e para os que que ainda sonham com um cargo comissionado, muito provavelmente vão considerar minha análise exagerada e irão repetir: “é muito pouco tempo”. Muito pouco tempo para quê? Não estamos aqui falando que o governo tem que criar centenas de milhares de empregos; não estamos aqui exigindo hospital para cachorro – e olha que o prefeito prometeu isso em campanha -; não estamos aqui cobrando o pagamento de mais de R$ 70 milhões da dívida do município; não estamos aqui exigindo para amanhã a construção do tal viaduto para melhorar o tráfego na cidade; muito menos estamos criticando a flagrante falta de conhecimento da maioria do secretariado e do próprio prefeito. Mas se falta conhecimento tem que sobrar humildade e dedicação para aprender; se falta viaduto aceitamos, mas sair descumprindo o Termo de Ajustamento de Conduta e nomeando cargos comissionados da mesma forma leviana que já vimos em outros governo é inaceitável. Além disso, o governo Balieiro Diniz pratica o nepotismo, não apenas parentes do próprio prefeito, mas os parentes de boa parte de seu primeiro escalão. Se não tem como pagar a dívida do município, que pelo menos homologue o concurso público ao invés de tentar driblar a lei e sair contratando profissionais para áreas específicas como cargos comissionados. Se não pode criar empregos, que evite a população adoecer e ficar em filas para atendimento médico.

A sensação que temos é que depois do desastroso governo do cassado Rechuan, aquilo que não imaginávamos poder piorar mostra-se quando um pouco melhor estagnado. É o caos! Resende parou! O governo está contratando sem licitação como se esta modalidade fosse a regra e não a exceção. Ignora por completo a falta de vagas nas creches do município e as mães e pais já começaram suas peregrinações. Deixo aqui minha sugestão: se o prefeito não consegue nem mesmo dialogar sobre os principais problemas da cidade, procurem a Justiça, procurem o Ministério Público, porque toda criança deve ter a garantia de creche. Isto é constitucional. Outro assunto que já domina as rodas de conversas políticas no município é sobre a pouca habilidade e descortesia que o prefeito tem tratado aqueles que o apoiaram, sem falar no gelo que o vice-prefeito recebeu. Contam as más-línguas que tem nomeado só para ficar colado no Geraldinho e deixá-lo bem longe das questões administrativas. Eu não creio. Acho que é fofoca da oposição. O jovem prefeito tem sido chamado de “nervosinho” por seu temperamento impaciente e suas conclusões precipitadas. Há quem diga – também não quero crer – que é muito influenciável e que ainda está numa fase de deslumbramento pelo poder. Esta última observação eu concordo, aliás, existem políticos com experiência que têm o poder como sua dose diária de vaidade.

O fato é que nenhum governo se sustenta sem o tripé da boa administração formado pelo conhecimento, pela credibilidade e pela legalidade. Conhecimento a gente tem visto o governo apanhar e muito, mas é possível com boa vontade e velocidade aprenderem, credibilidade o governo tem, afinal ainda estão no meio do caminho dos 100 dias que apontará como serão os próximos anos. Mas quanto à legalidade já vemos erros crassos, o prefeito já anunciou redução de secretarias, fusão de outras, assim como de superintendências, tem feito nomeações e fez tudo isso sem uma Reforma Administrativa. Total despreparo. Sem falar na promessa que fez que seu governo seria marcado pela transparência. Demorou um mês para fazer as publicações dos atos e quando o fez omite 16 portarias de nomeações que ainda não sabemos de quem se trata e porque estão omissas. Enfim, penso que aproveitar a credibilidade é usar de forma inteligente o estoque de boa vontade dado pela população, afinal a vitória de Balieiro Diniz se deu por uma diferença de menos de dois mil votos ou 28% do eleitorado do município. Talvez – é minha opinião – falte ao dr Balieiro Diniz baixar um pouco a bola, deixar seus vídeos performáticos de lado, lembrar de algumas de sua palavras durante a campanha e deixar a ficha cair, porque o período eleitoral acabou. Agora é para valer. É o prefeito de Resende e deve ser sensível às necessidades da população sem perder o foco na legalidade. Queremos esporte e futebol sim, mas também remédios, atendimento médico de qualidade, vagas nas creches; queremos um governo a serviço da Administração Pública e que atenda, de fato, as carências do povo. Tá ficando chato, em tão pouco tempo, termos a sensação que vamos continuar enxugando gelo, porque é esse o sentimento hoje de muita gente: 40 dias depois de um esperado novo governo… parece que nada mudou. Quero crer que o amadurecimento chegará e que dr Diogo fará um grande governo! Fé!

Ana Lúcia
editora do jornal BEIRA-RIO

10 comentários to “Resende: 40 dias de “novo” governo, mas a sensação é que NADA mudou!”

  1. Carlos Rosa disse:

    Nem esporte e futebol tem, só mídia…

  2. Ademar disse:

    Me arrependi de ter votado no Diego.
    Cadê a homologação do concurso 003/2016

  3. Carlos Martins disse:

    Fico imaginando se fosse a senhora que tivesse lá no comando da cidade, o cara acabou de pegar a cidade toda cheia de problemas pela gestão anterior, ja tá criticando??

  4. Gustavo Lima disse:

    Resende jamais vai crescer tendo esses políticos! Esses vereadores (…)! Esses caras com cabeça de interior, só sabem fazer canteiro e quebra molas! Não fazem uma avenida, não fazem uma ponte. Nada que faça o trânsito andar. Só idiotices!

  5. Jacinto Leite disse:

    O Dr. Diogo Trump está mais preocupado com os servidores da Sacanear que já comeram o Pão que o Diabo ( Silvio de Carvalho) amassou e quer mexer com os servidores que já estão alocados no Aterro Sanitário, Aterro Verde e Serrinha, assim interferir na escala de trabalho dos mesmos! Ele foi no aterro e deve ter visto a quantidade enorme de cães abandonados no local.
    Pergunta se ele desceu do carro e passou a mão num deles e disse: ” Existe um serumaninho mais lindo do que esse? ” Lógico que não! Acabou a campanha e agora ô povo pra gostar de Dr. na prefeitura. Deve ser porque a nossa Saúde nos postos e hospital estão sempre ruins.
    Até minha avó gosta dessa espécie na política e ainda me esculacha: “meu filho, deixa o doutor trabalhar!” Fazer o quê? Vó não se contraria! Vlw

  6. Edison Feliciano disse:

    A minha maior preocupação e com 2020 que vai chegando aos poucos, e o ultimo ano do mandato do Dr. Diego Balieiro se ele já esta tomando cafezinho na empresa temos que ficar ligado por isso temos ai Grupo Fora São Miguel ou melhora o transporte coletivo ou ta fora de Resende, participe do Grupo.

  7. Thiago Silva disse:

    É incrível como tem pessoas defendendo o doutorzinho, esse cara é um playboy! E nem futebol a gente tem mais (vide que passamos o Carioca sem jogar aqui)! São Miguel, nem falo mais nada, essa empresa tem que cair fora é pra ontem! Ainda os ônibus quebram e quem paga é o motorista! ALém de sobrecarregarem os mesmos, mandam os trocadores embora! ISso é uma vergonha! Depois ainda têm a cara de pau de falarem por aí que vão derrotar a crise! Eu votei na Ana Lúcia e não me arrependo nem um pouco!

Trackbacks/Pingbacks


Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.