22052017

Obituário

Tamanho do texto »

A auxiliar de serviços gerais Helia do Carmo Silva Batista, 58, morreu dia 14 no Hospital de Emergência, de edema agudo de pulmão, hipertensão arterial e diabetes.

Dia 15, morreu o artesão Vicente Lopes, 67, no Hospital Municipal São Francisco de Assis, em Porto Real, de choque hipovolêmico, hemorragia pulmonar, câncer de pulmão e tabagismo crônico.

Morreu dia 15 o tratorista Miguel Antônio da Silva, 80, em casa no Parque Embaixador, de parada cardiorrespiratória, neurose depressiva, hipertensão arterial sistêmica e Síndrome de Alzheimer.

Dia 17, morreu o aposentado Gezio da Silva, 79, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Resende, de hipertensão arterial sistêmica.

Wallace da Silva Dias, 29, morreu dia 19, em via pública no município de Dourados/MS, de asfixia mecânica.

A auxiliar de produção Nilma Lopes, 77, morreu dia 19 no Hospital Samer, de parada cardiorrespiratória, insuficiência respiratória, septicemia não especificada e neoplasia avançada de mediastino.

Morreu dia 19 a dona de casa Mayara Cristina Andrade Moreira da Silva, 24, no Hospital de Emergência, de pneumonia, sepse respiratória, diabetes e aborto espontâneo.

O policial militar William de Freitas Schorcht, 37, morreu dia 19, na Linha Amarela, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, de politraumatismo e ação contundente.

Dia 22, morreu a dona de casa Cláudia Maria Jocelino da Silva, 39, no Hospital de Emergência, de falência múltipla de órgãos, choque séptico, sepse grave e etilismo crônico.

Morreu dia 22 Suelen da Silva Medeiros, 32, no Hospital e Maternidade Frei Galvão, em Guaratinguetá/SP, de choque séptico, perfuração intestinal e câncer do colo uterino metastático.

O desempregado Luiz Paulo Justiniano, 63, morreu dia 24 na Santa Casa de Resende, de choque cardiogênico e insuficiência cardíaca.

Dia 25, morreu o aposentado Luiz Geraldo Rocha, 69, em casa no bairro Manejo, de infarto agudo de pulmão e hipertensão arterial.

Morreu dia 25 o vigia José Julião dos Santos, 84, no Hospital de Emergência, de causa indeterminada segundo atestado de óbito assinado pelo médico Breno José Andrade Portugal.

A aposentada Elzira Maria da Conceição Silvério, 68, morreu dia 25 no Hospital de Emergência, de falência de múltiplos órgãos, sepse grave, pneumonia e hematoma subdural.

Dia 25, morreu o mecânico Elias Barbosa, 62, no Hospital de Emergência, de pneumonia, insuficiência renal crônica e AVE isquêmico.

Morreu dia 26 a professora Sebastiana Aparecida Miguel da Cruz, 69, no Hospital da Unimed Resende, de choque hemorrágico, hemorragia digestiva e sequela de AVE.

A dona de casa Maria José Alves, 83, morreu dia 26 no Hospital de Emergência, de choque séptico e peritonite bacteriana.

Dia 27 morreu a dona de casa Nair Moraes D’Oliveira, 83, no Hospital de Emergência, de choque séptico, parada broncoaspirativa e fratura de fêmur gerada.

A comerciante Vera de Carvalho, 86, morreu dia 28, no Hospital da Unimed Resende, de insuficiência respiratória aguda.

Morreu dia 28 a dona de casa Anelina Zampieri Ferreira, 69, na Santa Casa de Resende, de AVE, pneumonia, insuficiência respiratória aguda e parada cardiorrespiratória.

Dia 30, morreu o carpinteiro José Francisco Fernandes dos Santos, 61, no Hospital de Emergência, de traumatismo craniano com lesão encefálica (ação contundente).

Morreu dia 2 o motorista José Barbosa, 62, no Hospital de Emergência, de AVE hemorrágico.

O motorista Guerido Sesso Neto, 95, morreu dia 2 em casa no bairro Manejo, de insuficiência respiratória, pneumonia, fragilidade e quadro demencial (Alzheimer).

Dia 3, morreu o pedreiro Mario Dimas da Silva, 59, no Hospital de Emergência, de choque hipovolêmico, hemorragia digestiva e derrame pleural.

Morreu dia 3 a dona de casa Maria Aparecida Gomes, 66, no Hospital de Emergência, de parada cardiorrespiratória, choque cardiogênico, insuficiência cardíaca conjuntiva e hipertensão arterial.

Dia 5, morreu o pintor José Arlindo Corrêa, 72, no Hospital de Emergência, de insuficiência renal crônica agudizada, doença renal crônica e supertensão arterial sistêmica.

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.