20082017

Moradores da Fumaça reclamam de descaso com queimadas em área de nascente

Tamanho do texto »

vilafumaca3 Moradores do distrito da Fumaça, em Resende, estão preocupados com os estragos provocados por um incêndio ocorrido nos dias 13 (terça-feira) e 14 (quarta-feira), dentro de uma área de preservação ambiental próxima a algumas propriedades de moradores da vila. “O que nos preocupa é que nenhum órgão do meio ambiente, nem a guarda florestal e o Ibama estiveram aqui na localidade, sendo que a proporção de área queimada foi enorme, segundo o que minha irmã informou”, conta Ângela Maria Tavares Fátima, que vive em Taubaté/SP, mas tem uma irmã que mora na Fumaça.

– A destruição lá foi feia, segundo meu pai (que também mora no distrito). São mais de 150 alqueires com nascente, mata virgem e pastagem. Isso precisa ser divulgado porque é crime ambiental, mas estão querendo tampar o sol com a peneira. E ninguém do poder público esteve lá, nem pra multar – lamenta.

O local citado por Ângela na verdade é uma área que fica ao redor de várias propriedades particulares. “Ainda que o uso da área não seja proibido, ao redor desses sítios tem matas fechadas e nascentes preservadas”.

vilafumaca4Outra moradora da Fumaça, a professora Fátima Lelis, postou algumas fotos nas redes sociais (as fotos ao lado e acima na matéria). Em uma delas o fogo se encontrava perto do curral do sítio de propriedade dela. “Pelo que eu sei, o fogo começou na terça-feira e ontem passou para o outro lado da mata. O Corpo de Bombeiros esteve aqui, pois ajudou os moradores e conseguiu apagar tudo”.

Mas antes, no entanto, Fátima relata que o fogo havia se espalhado para dentro do sítio da família. “Isso aconteceu por volta das quatro da tarde de ontem (16h de quarta-feira). Fiquei preocupada, depois um vizinho ajudou com o meu filho, mas não deram conta quando apareceram outros moradores e ajudaram. Fiquei muito assustada porque o fogo estava muito próximo a uma nascente, mas felizmente não chegou”, disse aliviada.

A professora chegou a fazer algumas fotos de sua propriedade no momento do incêndio e depois dos estragos causados por ele.

A Agência do Meio Ambiente de Resende (Amar) informou em nota que já recebeu a denúncia de queimadas na Fumaça e que a partir desta sexta-feira, dia 16, vai vistoriar a área para levantar os danos ambientais. O próximo passo será identificar os responsáveis para tomar as providências administrativas necessárias, inclusive medidas para recuperação da área. A orientação é que em período de tempo seco, os proprietários de terras vizinhas a região de mata tomem cuidado com ações que envolvam fogo para prevenir queimadas.

Fotos: Reprodução do Facebook

Deixe um comentário

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.